Importância do Processador de áudio no som automotivo

Importância do Processador de áudio no som automotivo

Quem é apaixonado por som geralmente utiliza um processador de áudio automotivo com o intuito de melhorar a qualidade sonora. Atualmente, diversos carros já vêm de fábrica equipados com sistema de som. Entretanto, a maioria deles não contempla as necessidades desse público mais específico, que tende a se limitar aos recursos dos aparelhos originais dos veículos.

Mesmo alguns tipos de aparelhos oferecidos pelo mercado contam com suas limitações. A única maneira de equipar o carro com um equipamento que melhora a potência e a qualidade do som é instalar um processador de áudio automotivo.

Está interessado pelo assunto? Então continue a leitura e descubra o que é e como funciona um processador desses no veículo.

O que é e para que serve um processador de áudio automotivo?

O processador de áudio automotivo é um equipamento eletrônico desenvolvido para um público mais exigente, que não dispensa um som mais qualitativo. Por meio dele, é possível alterar os sinais de áudio, equilibrar o efeito de delay ao controlar a frequência sonora nos alto-falantes e nas caixas, além de corrigir imperfeições e problemas de ambiência existentes no sistema de som.

Dessa forma, o aparelho oferece ajustes mais finos e melhora a qualidade do áudio, tornando muito mais agradável a prática musical no sistema de som do veículo.

Como funciona um processador de áudio automotivo?

O processador tem a capacidade de receber o sinal do aparelho original do carro e desempenhar a sua função de maneira mais avançada, já que faz o processamento digital e converte o sinal em uma resposta mais equilibrada e linear.

Para isso, o equipamento é instalado entre o aparelho original e os amplificadores. Quando em funcionamento, a unidade principal do som emite os sinais de áudio, que, por intermédio do processador com equalização própria, faz os seguintes ajustes:

  • deixa a frequência do sistema de som menos ou mais evidente;
  • evita as distorções auditivas por meio da limiter, que amplia a máxima do sinal do som;
  • iguala as fontes geradoras de áudio por meio da delay, que atrasa a propagação do sinal;
  • retira os defeitos, excessos e alinhamentos de tempo.

Posteriormente, esses sinais vão para os amplificadores e se ajustam automaticamente conforme os alto-falantes e a acústica interna. Assim, além de não precisar mexer na estética do veículo e perder os recursos já instalados, torna-se mais prazeroso ouvir o som transmitido pelo sistema original.

Qual a importância desse processador?

Atualmente, apesar de os aparelhos de som automotivo serem bons, eles são muito limitados, pois podem ter suas respostas ainda mais prejudicadas devido às gravações realizadas pelas mídias digitais, como cartões de memória e pendrives.

Nesse caso, para obter um resultado satisfatório de som, não basta trocar os alto-falantes ou o próprio aparelho original do carro, visto que diversos recursos são integrados nesses sistemas.

Assim, para a montagem de um som de altíssima qualidade, é importante investir em um processador de áudio automotivo, pois por meio dele é possível fazer ajustes e estabelecer o tom indicado, deixando um som puro, sem interferências e chiados.

No entanto, a instalação do som envolve diversos cuidados, sejam nas conexões ou no acabamento. Por isso, recomenda-se procurar um profissional qualificado para fazer a montagem do processador de áudio automotivo. Dessa forma, além de ter as batidas musicais bem marcadas em graves e agudos sem distorções, você terá um conjunto de som de qualidade com segurança.

Gostou deste post sobre o processador de áudio automotivo? Então siga nosso perfil nas redes sociais e fique por dentro das principais novidades! Estamos no Facebook, Twitter e Youtube!

Sem comentários

Cancelar